‘Mar de Fogo’ – Promessa da Coreia do Norte contra os EUA após sanções

‘Mar de Fogo’ – Promessa da Coreia do Norte contra os EUA após sanções.

A Coreia do Norte usou sua habitual retórica belicista para condenar as sanções econômicas impostas ao país. E o fez em tom de advertência, antes mesmo que as Nações Unidas aprovassem formalmente no sábado, por unanimidade, um endurecimento das punições a Pyongyang por não desistir de desenvolver seu programa nuclear e de mísseis balísticos. Um editorial do jornal estatal norte-coreano Rodong Sinmun, publicado neste domingo mas escrito antes da reunião do Conselho de Segurança da ONU, promete transformar os Estados Unidos num “mar de fogo inimaginável” caso sejam aprovadas novas sanções e Washington siga a via militar.

A Coreia do Norte alegou que as proibições impostas pela Organização das Nações Unidas violam a soberania. Esses cortes devem representar a queda de mais de um bilhão de dólares nas exportações. Os norte coreanos pretendem continuar com o programa nuclear e ameaçaram os Estados Unidos.

“No dia em que os EUA se atreverem a incomodar nossa nação com armas nucleares e sanções, seu território continental será catapultado a um mar de fogo inimaginável”, diz o texto.

Não são palavras novas para a propaganda do regime asiático, que se diz ameaçado por Washington e insiste que não renunciará às suas ambições nucleares apesar dos castigos econômicos impostos pela comunidade internacional. “A capacidade de empreender uma potente guerra dissuasiva é uma escolha estratégica de defesa para o nosso povo”, prossegue o editorial, segundo a agência sul-coreana Yonhap.

Deixe seu comentário